17 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Voith participa do 52º Congresso Internacional de Celulose e Papel

O evento acontece no Hotel Transamérica. E tem o nome de 52º Congresso Internacional de Celulose e Papel. Sendo que é organizado pela Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP).

O evento da ABTCP visa a melhoria da qualidade, difusão de conhecimentos e competitividade dos negócios no setor de celulose e papel.

Dentro da programação do Congresso, no dia 23, o Sales Manager da Voith Digital Ventures América do Sul, Ivan Medeiros, apresentará uma sessão técnica. O título será: “Controle transversal automático de gramatura seca em máquinas secadoras de celulose". Sendo que esse trabalho é desenvolvido em parceria com Rafael Rolim, da Voith, e Tertuliano Neto, da Suzano.

Na parte da tarde, Leandro Oliveira, VP de Services & Upgrades da Voith Digital Ventures para a América Latina, compartilha com o público outra palestra: “As máquinas estão aprendendo a falar. Como escutar?"

Já no dia 24, Marco Aurélio Santiago, Engenheiro Coordenador de Vendas IIoT/IT, fala também. E o assunto é sobre “Computação em nuvem na indústria papeleira" e a importância do tema para o setor.

52º Congresso Internacional de Celulose e Papel

• Data: 22 a 24 de outubro de 2019

• Local: Hotel Transamérica

• Endereço: Av. das Nações Unidas, 18.591, Vila Almeida, São Paulo - SP

• Informações: no site

16 de Outubro de 2019 (12:13)

Publicação: Maxpress - Releases

Voith movimenta setor de papel e celulose em eventos de outubro

SÃO PAULO,Brasil. Os dias 22, 23 e 24 de outubro serão movimentados para o setor de papel e celulose. A cidade de São Paulo recebe dois grandes eventos ao mesmo tempo: no Transamérica Expo Center estará montado o Tissue World e no Hotel Transamérica acontecerá o 52º Congresso Internacional de Celulose e Papel da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP). A Voith participará dos dois encontros com palestras técnicas e estande.

A 3ª edição da feira e conferência Tissue World São Paulo reúne os principais players do mercado tissue regional, com destaque para a presença de tomadores de decisão de diversos países da América do Sul.

Em seu estande, a Voith apresentará seu portfólio completo de serviços e produtos, além do GoTissue, nova comunidade na internet voltada para o mercado de tissue e que terá Webinars mensais a partir deste mês.

Palestrantes: Ao lado de Paulo Santos, da The Navigator Company, o SVP Strategic Technology Manager Tissue da Voith na Alemanha, Ronaldo Parucker, falará sobre os “Principais Fatores de Sucesso para Grandes Expansões no Setor Tissue".

A apresentação, marcada para o dia 22, tem como foco o trabalho desenvolvido pelo Grupo Voith junto à The Navigator Company em uma grande expansão no segmento tissue na cidade portuguesa de Cacia.

No dia 23, é a vez do Sales Manager Voith Paper Brasil, Marcos Scheil, apresentar a palestra: “Máquinas Tissue XcelLine da Voith - A evolução inteligente do Tissue 4.0".

Para fechar, no dia 24, Daniel Schoeps, Global Product & Service Manager Tissue da Voith Paper na Alemanha, fará uma sessão técnica sobre “Soluções inteligentes de modernização para linhas de produção de papel tissue".

Congresso da ABTCP: Realizado ao mesmo tempo que o Tissue World, o evento da ABTCP visa a melhoria da qualidade, difusão de conhecimentos, inovação industrial, novas tecnologias, sustentabilidade comercial e ambiental e competitividade dos negócios no setor de celulose e papel

Dentro da programação do Congresso, no dia 23, o Sales Manager da Voith Digital Ventures América do Sul, Ivan Medeiros, apresentará a sessão técnica “Controle transversal automático de gramatura seca em máquinas secadoras de celulose", trabalho desenvolvido em parceria com Rafael Rolim, da Voith, e Tertuliano Neto, da Suzano.

Na parte da tarde, Leandro Oliveira, VP de Services & Upgrades da Voith Digital Ventures para a América Latina, compartilha com o público a palestra: “As máquinas estão aprendendo a falar. Como escutar?"

Já no dia 24, Marco Aurélio Santiago, Engenheiro Coordenador de Vendas IIoT/IT, fala sobre “Computação em nuvem na indústria papeleira" e a importância do tema para o setor.

Sobre o Grupo Voith

O Grupo Voith é uma empresa de tecnologia com atuação global. Com seu amplo portfólio de sistemas, produtos, serviços e aplicações digitais, a Voith estabelece padrões nos mercados de energia, petróleo e gás, papel, matérias-primas, e transporte e automotivo. Fundada em 1867, a empresa atualmente tem mais de 19.000 colaboradores, gera € 4,2 bilhões em vendas e opera filiais em mais de 60 países no mundo inteiro, o que a coloca entre as grandes empresas familiares da Europa.

A Divisão do Grupo Voith Paper integra o Grupo Voith. Como uma fornecedora completa do setor papeleiro, ela fornece a maior gama de tecnologias, serviços, componentes e produtos do mercado, oferecendo soluções de uma única fonte aos fabricantes de papel. A contínua sequência de inovações da empresa leva a produção papeleira ao próximo nível, viabilizando uma produção de papel que preserva recursos. Sob o conceito Servolution, a Voith oferece a seus clientes soluções de serviços feitos sob medida para todas as seções do processo produtivo. O conceito Papermaking 4.0 da Voith garante a interconexão otimizada dos equipamentos, e a segurança no uso dos dados gerados permite aos fabricantes de papel aumentar a disponibilidade e eficiência de suas fábricas.

16 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Florestas podem ser impactadas pelo esforço para se atingir os Ojetivos do Desenvolvimento Sustentável-ODS

A afirmação foi consenso entre os especialistas que participaram na quarta-feira da subplenária que teve como tema “Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e seus impactos nas florestas e pessoas". Baseado no livro que será lançado em dezembro como resultado do projeto IUFRO WFSE, o debate lançou uma provocação entre os presentes: os ODs podem aumentar o papel que as florestas tem, mas também podem afetar as florestas.

Segundo a professora Pia Katila, do Instituto de Recursos Naturais da Finlandia, o livro escrito por 120 cientistas de diferentes locais do mundo, trará uma análise sobre os impactos sobre as florestas relacionados a implementação das ODs e será um livro aberto, já que as discussões não se encerram com ele. Porém, algumas conclusões já foram anunciadas:

• As florestas têm papel fundamental no desenvolvimento sustentável, mas observa-se um antagonismo entre desenvolvimento econômico e manutenção da cobertura vegetal;

• Os ODs possuem visões conflitantes para pessoas e florestas;

• Ao criar políticas, temos que estabelecer prioridades;

• As ODs podem aumentar o papel eu as florestas têm, mas também podem afetá-la;

• Há uma grande necessidade de investimento na parte humana;

• É preciso envolver as pessoas que usam as florestas como meio de sobrevivência;

• Há um grande papel para a pesquisa no que se refere ao fornecimento de dados;

• Há uma grande possibilidade de entendimento entre a Ciência e a Política no mundo;

O livro Multi pathway impacts of SDGs on forest and people será lançado em dezembro pela Cambridge University.

Realizado pela primeira vez na América Latina, o IUFRO2019 foi promovido pela Embrapa, Serviço Florestal Brasileiro e IUFRO.

Fonte: Embrapa

15 de Outubro de 2019 (12:34)

Publicação: Money Times - Notícias

Emissões de dívidas de Taesa e Suzano serão precificadas nesta terça-feira

A terça-feira será marcada pela precificação das emissões da Taesa (TAEE11) e da Suzano (SUZB3), companhias que acessam de forma costumeira o mercado de dívida para se financiarem.

Será também a oportunidade de o mercado entender qual é a demanda atual dos investidores por esses papéis, que somados podem levantar cerca de R$ 1,5 bilhões, sem considerar os lotes adicionais. As informações constam na edição desta terça-feira da Coluna do Broad, do Estadão.

A colocação dessas debêntures acontece em um momento em que há uma certa diminuição dos interesses dos investidores em novos títulos, que tem acontecido com cada vez menor desconto.

A publicação aponta que as projeções de que a Selic cairá para abaixo de 5% têm aumentado a exigência por prêmio, o que faz com que seja invertida a situação anterior.

Nos casos de empresas bem qualificadas, normalmente, são oferecidos prêmios menores, provocando uma queda de braço entre tais emissores e investidores.

Um exemplo claro disso, aponta o jornal, foi a recente emissão da Petrobras (PETR3; PETR4), que apesar da demanda de R$ 3,5 bilhões para uma emissão de R$ 3 bilhões em debêntures com vencimentos em 2029 e 2034, bem abaixo dos R$ 12 bilhões de interessados que atraiu em janeiro para uma colocação do mesmo tamanho.

Agora, a Taesa busca levantar R$ 450 milhões em debêntures com prazo de 25 anos, o papel mais longo já colocado para o público de varejo, aproveitando que os investidores, na busca de retorno, têm comprado papéis de vencimento maior.

A promessa é o pagamento de remuneração máxima de 0,60% mais IPCA ou 4,50% ao ano. Para a Suzano, a precificação de R$ 1 bilhão em debêntures será para investidores qualificados somente, oferecendo 100% CDI somada a um prêmio de até 1,20% ao ano

15 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Leilão para compra de máquinas florestais

A Veracel Celulose informa sobre o leilão para compra de máquinas florestais que estará disponível até o dia 15/10 para lances no site. Às 11h (horário de Brasília), será iniciada a sessão de encerramento do leilão.

Os interessados em participar devem realizar cadastro no site com login e senha a sua escolha. Em caso de dúvidas, devem ligar para (11) 5575 9555 e solicitar auxílio. Após o cadastramento, os lances nas máquinas poderão ser realizados.

14 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Urbanista afirma que é possível conectar florestas e cidades em trabalho colaborativo

“Só assim nós, arquitetos e cientistas florestais, seremos capazes de melhorar a vida da população", afirmou Maria Chiara Pastore, arquiteta e urbanista na plenária “Floresta para pessoas", realizada nesta quarta-feira (2 de outubro) no XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO), realizado até 5 de outubro, em Curitiba (PR).

Segundo Pastore, o crescimento da população urbana está relacionado, direta e indiretamente, com o desmatamento das florestas.

“Seja para produção de alimentos, seja pelas mudanças climáticas. Apenas 3% da superfície da Europa é ocupada por cidades, que consomem 70% da energia gerada. Cidades são a causa da mudança climática e ameaçam a vida das florestas. Por outro lado, os centros urbanos estão em risco devido aos efeitos das mudanças climáticas.

A proposta de Pastore é aumentar o número de árvores nas cidades por meio da criação de parques, corredores e prédios verdes e dessa forma reduzir as ilhas de calor.

“Existe espaço para aumentar o dossel das árvores e termos verdadeiras florestas urbanas", declarou.

Pastore é professora e pesquisadora da Politécnica di Milano e uma das autoras do livro Re-interpreting the Relationship Between Water and Urban Planning: The Case of Dar es Salaam e tem realizado consultorias para arborizar diversas cidades, tais como Tirano (Albânia) e Milão (Itália).

“Até 2026, quando serão realizadas as Olimpíadas de Inverno, Milão deverá estar com 200 mil novas árvores", afirma.

A plenária “Florestas para pessoas" foi presidida pelo vice-presidente da IUFRO, Björn Hannel e contou com a palestra da antropóloga Purabi Bose.

O XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO) é promovido pela Embrapa, Serviço Florestal Brasileiro e IUFRO.

Fonte: Embrapa

14 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Cuidar das florestas é oportunidade para jovens digitalizados

Debater as mudanças, oportunidades e desafios para o mercado da gestão florestal e mostrar como as empresas vêm usando novas ferramentas tecnológicas marcou o debate da plenária “Empregos verdes: o futuro do emprego florestal", no XXV Congresso da Iufro2019, nesta quarta-feira(2).

Trabalhar com recursos naturais é fundamental para a proteção das florestas e do clima. Uma oportunidade para construir redes de relacionamentos, inovação e fazer circular a bioeconomia. A atividade vem sendo vista como mais uma estratégia para mitigar os efeitos das mudanças climáticas no planeta.

“Empregos verdes também são importantes para a inclusão social e igualdade de gênero nas comunidades rurais. Precisamos mostrar para os jovens rurais que as inovações tecnológicas podem ser aplicadas em suas propriedades e aumentar a renda com menos esforço, comentou Lisa Prior, coordenadora da plenária.

Esthevan Gasparoto , engenheiro florestal e um dos proprietários da startup Treevia Forest Technologies, mostrou que é possível conectar e monitorar florestas por meio da internet. A empresa oferece ao setor florestal tecnologias disruptivas para a automação florestal e contribui para o futuro sustentável das florestas, uma vez que facilita a gestão dessas áreas.

Com a instalação de sensores sem fio em campo, Gasparoto monitora remotamente os ativos florestais ao longo de todo o ciclo produtivo de uma floresta. Os dados são enviados para uma plataforma Web que, por meio de programas e softwares, extraem o máximo de informações dos ativos florestais.

“Pensar sobre o futuro não e fácil, mas considero as mudanças no mundo digitalizado uma oportunidade de trabalho para jovens do campo florestal", enfatiza Gasparoto.

Realizado pela primeira vez na América Latina, o IUFRO2019 foi promovido pela Embrapa, Serviço Florestal Brasileiro e IUFRO.

Fonte: Embrapa

12 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Corredor Ecológico ligará a RPPN Estação Veracel e o Parque Nacional do Pau Brasil

Um projeto do terceiro setor brasileiro e mexicano, pautado em metas globais e ações locais voltadas à adaptação de pessoas e ecossistemas frente às mudanças do clima, recebeu quase 1 milhão de euros para implementação de ações para restauração em áreas prioritárias indicadas por Planos Municipais de Conservação e Restauração da Mata Atlântica - PMMA. O corredor ecológico que unirá a RPPN Estação Veracel e o Parque Nacional do Pau Brasil é uma das ações definidas no projeto. A iniciativa contribuirá para a restauração e conservação da biodiversidade local e seus ecossistemas, facilitando a circulação de espécies de fauna e flora e minimizando os efeitos negativos que afetam a qualidade de vida da população.

O plano de construir um corredor ecológico na região Sul da Bahia foi desenhado pela The Nature Conservancy e Instituto Bioatlântico, e financiado pela Veracel Celulose em 2016. A ANAMMA - Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente, inscreveu, em parceria com a PRONATURA México a proposta do projeto no edital financiado pelo Euroclima (programa europeu que ajuda os países da América Latina a se adaptarem às mudanças do clima). Em 2018, a ação foi reconhecida pelo programa como prioritária para a conservação do meio ambiente e conquistou o recurso financeiro necessário para a sua execução. Em 2019, as ações deixam o estágio teórico e começam a ser executadas. “Este é o primeiro capítulo de uma importante história em benefício do meio ambiente e populações locais", comemora Virgínia Camargos, coordenadora da RPPN Estação Veracel.

Para Mariana Gianiaki, consultora da ANNAMA e responsável pela proposta no Brasil, este é um movimento de ações voltado à adaptação das florestas, dos animais e da sociedade em geral às mudanças do clima. Com isso, a instituição pretende transformar estas ações em políticas públicas locais participativas que, necessariamente, devem ser acompanhadas e cobradas pela sociedade civil, por meio, por exemplo dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente, como promove a iniciativa. Um dos próximos passos é a sensibilização dos proprietários de terras e moradores da região para a restauração florestal com nativas e sistemas agroflorestais, onde o corredor está inserido.

Em parceria com a proposta da ANAMMA, para realização do projeto na Bahia, a iniciativa conta com diversas entidades e órgãos públicos: Prefeituras Municipais de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, Parque Nacional do Pau Brasil, Instituto Chico Mendes (ICMBio), Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ), Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (SEMA- BA), Movimento de Defesa de Porto Seguro (MDPS), Grupo Ambiental Natureza Bela e Ministério do Meio Ambiente (MMA). Todos esses atores e a Veracel estão juntos na viabilização do projeto, que prevê ações até dezembro de 2021.

11 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Valmet participa da Tissue World em São Paulo

A Valmet, líder mundial no desenvolvimento e fornecimento de tecnologias, automação e serviços para os setores de celulose, papel e energia, participará da terceira edição da feira e conferência Tissue World São Paulo, um dos principais eventos do setor de tissue do mundo - as feiras e conferências mundiais da Tissue World acontecem, atualmente, em cinco cidades: São Paulo, Milão, Miami, Bangkok e Istambul. De 22 a 24 de outubro, toda a cadeia de valor do mercado de tissue, desde fornecedores de matérias-primas a fabricantes, estarão reunidos em São Paulo.

No primeiro dia de evento (22), o diretor de Automação da Valmet na América do Sul, Emerson Armani, participará do painel de discussão “Fabricação Inteligente e outras transformações: o segmento tissue está pronto para o desafio?". Especialistas nas áreas de fabricação e tecnologia analisarão a digitalização e outras inovações para a produção de papel tissue, abordando desde o consumo de fibras até a economia de energia. Será debatido se o setor está preparado para as oportunidades que esta nova era trará.

No dia 23, o gerente de conceito para tissue estruturado da Valmet, Danilo Marcos, vai realizar a palestra “Esteja pronto para o amanhã - O futuro pode surpreender você". O profissional aborda as novas tecnologias híbridas que estão disponíveis no mercado para produção de tissue premium e ultra-premium, com baixo consumo de energia e fibra. “A indústria de papel tissue está enfrentando novas e mais rigorosas demandas dos consumidores. Eles exigem produtos inovadores com propriedades de papel variadas, ao mesmo tempo em que colocam a sustentabilidade no topo das discussões. Isto está incentivando os produtores de papel tissue a serem mais flexíveis, oferecerem diferentes gramaturas e desenvolverem produtos inovadores", explica Danilo.

Já o gerente global de serviços para Yankee da Valmet, o sueco Tommy Kallerdahl, falará, no dia 24, sobre o “Revestimento metalizado de cilindro Yankee livre de cromo para a segurança das pessoas e do meio ambiente". A Valmet desenvolveu o Infinikote-2 Yankee Metallizing para melhorar a segurança do trabalho no processo de revestimento.

“Vamos explicar os principais objetivos deste produto, que são de remover as preocupações ambientais, garantir segurança associada aos produtos contendo cromo, e aplicar o revestimento com um processo semelhante ao atual, criando uma superfície adequada para a produção de tissue. Além disso, o Infinikote-2 Yankee Metallizing promove mais resistência aos desgastes, prolongando o tempo de vida útil esperado do cilindro", diz Tommy.

Além das palestras, a Valmet participa da Tissue World com stand onde apresentará as principais máquinas e serviços, como o recém-lançado Valmet Performance Center e soluções em Internet Industrial.

3ª Tissue World São Paulo

Painel de discussão - Fabricação Inteligente e outras transformações: o segmento tissue está pronto para o desafio?

Data: 22/10

Horário: 14h45

Apresentação com o gerente de conceito para tissue estruturado da Valmet, Danilo Marcos

Tema: Revestimento metalizado de cilindro Yankee sem cromo para a segurança das pessoas e do meio ambiente

Data: 23/10

Horário: 18h30

Apresentação com o gerente de operações da Valmet, Tommy Kallerdahl

Tema: Esteja pronto para o amanhã - O futuro pode surpreender você

Data: 24/10

Horário: 15h30

Local do evento: Transamerica Expo Center, hall F - Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387, Santo (SP)

Informações: https://www.tissueworld.com/saopaulo

11 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

Ecofuturo e Suzano recebem especialistas internacionais no Parque das Neblinas

O Instituto Ecofuturo, organização sem fins lucrativos, e a Suzano, sua mantenedora, receberam nesta segunda e terça-feira (7 e 8), no Parque das Neblinas, especialistas em biodiversidade e manejo florestal de diversos países, junto ao New Generation Plantations (NGP), plataforma fomentada pela WWF Internacional, uma das maiores organizações independentes de conservação ambiental do mundo. O encontro aconteceu após o XXV Congresso Mundial da União Internacional de Organizações de Pesquisa Florestal (IUFRO), realizado em Curitiba.

Durante dois dias na reserva, o grupo formado por cerca de 25 profissionais da academia, ONGs e empresas discutiu temas abordados no congresso, além de trocar conhecimento sobre melhores técnicas para restauração e conservação ambiental. “É sempre muito significativo para o Ecofuturo receber especialistas no Parque das Neblinas, poder apresentar o trabalho que desenvolvemos há duas décadas na área e compartilhar conhecimento em prol da conservação da biodiversidade. O NGP é uma das iniciativas mais importantes que discute boas práticas de produção florestal em nível mundial e traz contribuições essenciais para nossas ações", afirma Paulo Groke, Diretor Superintendente do Instituto Ecofuturo.

11 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

ARAUCO anuncia neutralidade do carbono para 2020 na Cúpula do Clima das Nações Unidas

Durante a Cúpula do Clima 2019 das Nações Unidas, realizada em Nova York, a ARAUCO tornou público o compromisso de atingir a neutralidade do carbono até 2020, ou seja, conseguir que a captura de CO2 da empresa supere as emissões. Em um passo concreto para enfrentar a crise climática, a medida posiciona a ARAUCO como a primeira companhia florestal do mundo a definir esta meta.

A empresa também anunciou sua adesão ao SCIENCE BASED TARGETS, iniciativa cientifica de caráter mundial que incentiva indústrias a adotarem uma trajetória de redução nas emissões de gases, com o objetivo de limitar o aumento da temperatura do planeta. “Este anúncio nos enche de orgulho. É fruto do trabalho que estamos realizando há décadas para melhorar de forma permanente o desempenho ambiental dos nossos diferentes negócios e processos produtivos", comentou Charles Kimber, gerente de Assuntos Corporativos e comerciais da ARAUCO.

Para viabilizar tal compromisso, o processo demandou uma longa trajetória guiada por objetivos claros e sólidos, refletidos em mudanças em todos os setores da empresa. “Há muito tempo estamos promovendo melhoras que nos permitem reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa na nossa operação e, ao mesmo tempo, aumentar a captura de CO2 através de nossas plantações e bosques nativos", explica Kimber.

Ainda nos anos 90, de forma pioneira, a companhia incorporou energia nos processos de produção a partir de biomassa, o que também contribui com a descarbonização da matriz energética no Chile. “Esta trajetória permite que hoje 92% da nossa matriz no Chile provenha de energia limpa e renovável. Agora queremos ir além com Viento Sur, nosso projeto de energia eólica que terá uma capacidade instalada acima dos 215MW de potência", afirma o gerente.

Regida por valores sustentáveis, a ARAUCO acredita que para lidar com a atual emergência climática é necessário um constante trabalho conjunto, que envolva a esfera pública, a academia, a sociedade civil e a empresa privada. Desenvolvendo ações concretas e sempre pautadas pela evidência científica.

11 de Outubro de 2019

Publicação: Celulose OnLine - Notícias

ABTCP divulga o programa do Congresso Internacional de Celulose e Papel com participações especiais

De 22 a 24 de outubro a ABTCP - Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel - promoverá, em São Paulo, no Hotel Transamerica, Sala São Paulo, o 52º Congresso Internacional de Celulose e Papel e 3.° Simpósio Internacional de Pesquisa e Tecnologia em Papel Tissue e Reciclagem (SIPTPT) - ABTCP 2019.

A programação foi especialmene estruturada para atender o tema deste ano: A tecnologia humanizada e suas transformações no setor de celulose e papel. O conteúdo trará apresentações sobre novos produtos, inovações, design e cultura que acompanham a Indústria 4.0.

As palestras serão divididas em sessões temáticas, sustentabilidade e inovação, que serão foco no primeiro dia, e no segundo e terceio dias, as sessões técnicas sobre papel, celulose, engenharia, manutenção e automação, biorrefinaria, florestal, nanocelulose, meio ambiente e eficiência energética, discutirão temas pertinentes das fábricas. Confira alguns dos títulos das apresentações:

• Transforming cellulose nanocrystals into sustainable products through surface engineering

• Indústria 4.0: a importância da transformação digital para as indústrias de papel

• Produção de celulose: nossos próximos desafios

• Big data & analytic

• Os desafios e oportunidades da biorrefinaria na indústria 4.0

• Efeitos das condições de refinação nas propriedades da polpa de eucalipto

• Aplicação de amido superficial em papéis para embalagem

• Estratégias para melhorar o rendimento da polpação com base na qualidade da madeira e controle de processo

• A quarta revolução industrial: tendências e desafios na operação das caldeiras de recuperação

• Florestas plantadas e seus benefícios

O presidente convidado do Congresso ABTCP 2019, Márcio Bertoldo, Vice-Presidente de Manufatura da International Paper Brasil na América Latina, reforça a importância do evento para os profissionais do setor. “Este Congresso oferece uma oportunidade única de aprendizado e networking, reunindo especialistas que trarão seus diversos pontos de vista e experiências para discutir temas centrados nos negócios da indústria de Papel e Celulose. Portanto, é de extrema relevância para gerar inovação e compartilhar boas práticas."

Vale destacar ainda a Sessão Solene de Abertura que terá participações especiais de Walter Schalka, presidente da Suzano, e de Paulo Hartung, presidente da Ibá - Indústria Brasileira de Árvores -, convidados para ministrar palestras aos presentes à solenidade. A Sessão Solene de Abertura do ABTCP 2019 será aberta ao público gratuitamente a partir das 8h30 e não requer prévia inscrição. Basta comparecer, uma vez que todos os profissionais da cadeia produtiva do setor de base florestal estão convidados desde já pela ABTCP.

A programação completa do ABTCP 2019 pode ser conferida no site.

Já o 3.° Simpósio Internacional de Pesquisa e Tecnologia em Papel Tissue e Reciclagem (SIPTPT), que ocorrerá no dia 23 de outubro próximo , junto com o 52.° Congresso Internacional de Celulose e Papel, no Hotel Transamerica, em São Paulo, tem como Chairman convidado Afonso H. T. Mendes, coordenador da SubComissão Técnica de Papel Tissue da ABTCP. O evento é realizado desde 2009 como parte do programa de Simpósios Internacionais da RIARREC e este ano terá

10 de Outubro de 2019 (07:38)

Publicação: Portal Fator Brasil - Geral

Tecnologia a favor da produção de papel

O programa de manutenção em caixas de entrada, combinado com o revestimento Valmet MX06 em caixas de entrada otimiza a eficiência e reduz tempo com paradas programadas e não programadas

Para manter a eficiência da máquina e a qualidade do papel produzido, a Valmet, líder mundial no desenvolvimento e fornecimento de tecnologias, automação e serviços para os setores de celulose, papel e energia oferece programas de manutenção para fábricas de papel e celulose. Inspeções nas caixas de entrada previnem ocorrências de quebras, marcas, faixas no papel, variações de perfil de gramatura, além de evitar paradas não programadas que podem gerar grandes prejuízos.

O programa Valmet de manutenção oferece à indústria soluções com foco em melhorias de processo. É desenvolvido um plano de manutenção em conjunto com o cliente, objetivando manter o alto nível de eficiência, qualidade e performance das caixas de entrada para que sejam atingidos os objetivos de processo do cliente, e a otimização das paradas de máquinas.

No programa, inclui-se: inspeções, conhecidas como condition testing, que detectam os desvios existentes, sejam mecânicos, elétricos ou de controle; teste de movimento; serviços padrões, como substituição e alinhamento do lábio superior; serviços elaborados, como escaneamento 3D, polimento do lábio inferior e aplicação de revestimento Valmet MX06 sobre as superfícies da caixa de entrada, entre outros, e acompanhamento das melhorias no processo e ganhos obtidos após realização dos serviços.

Revestimento para caixa de entrada " O produto, chamado de Valmet MX06, é um revestimento, aplicado desde o ano 2000, e possui mais de 500 referências. Acúmulos de fibras e sujeira na caixa de entrada podem causar quebras de folhas, reduzindo a eficiência da máquina. A limpeza da caixa de entrada, e a aplicação do Valmet MX06, mantém a lisura e suavidade das superfícies e promove uma superfície hidrofóbica, repelente a água e sujeira, permitindo que a caixa de entrada se mantenha limpa por mais tempo - dependendo da qualidade da matéria prima. Desta forma, o revestimento reduz a necessidade de limpeza química e o tempo de paradas da máquina planejadas e não planejadas, explica o engenheiro de vendas da Valmet, Bruno Harb.

Siga nossas Redes Sociais

Receba nossas Notícias